sábado, 23 de fevereiro de 2008

Quando...

Quando já não há nada a perder, porque já se perdeu tudo. Quando não há mais nada a dizer porque todas as palavras parecerão repetidas e sem sentido ou quando se deixa de ouvir música porque a dança já não é coordenada, só resta o vazio....um vazio que vai preenchendo o espaço que alguém ficou de ocupar...e depois, através de uma capacidade absurda vamos tentando preencher esse vazio, com coisas que não têm o tamanho suficiente para cobrir o espaço em branco.

2 comentários:

*jani* disse...

Quando não há mais nada a perder...só há uma saída: arriscar...pois ainda resta a hipótese de se ganhar ;)
beijo grande

(deixa lá ver se é desta que consigo comentar visto estar noutro pc ;P)

Liana disse...

"Nada se perde, tudo se transforma", alguém o disse e muito sabiamente.

beijos do tamanho do mundo